BOLSA DE TERRAS DE VAGOS

BOLSA DE TERRAS DE VAGOS

Sessões de Apresentação do projeto Bolsa Terras de Vagos (BTV)

O Município de Vagos irá apresentar, pelas várias freguesias e durante o mês de fevereiro, a Bolsa Terras de Vagos, um projeto que nasce da necessidade de difundir a disponibilidade de prédios rústicos ou mistos, encontrando promotores e arrendatários interessados para esses prédios e assim combater o abandono agrícola e dos espaços rurais, dinamizar a economia local, potenciando novas oportunidades de investimento.

As sessões de apresentação da BTV realizam-se de acordo com a seguinte calendarização:

4 de fevereiro de 2017

09h30: Edifício da Junta de Freguesia da Gafanha da Boa Hora

11h30: Edifício da Junta de Freguesia de Vagos.

11 de fevereiro de 2017

09h30: Edifício da Junta de Freguesia de Soza.

11h30: Edifício da Junta de Freguesia de Ouca.

18 de fevereiro de 2017

09h30: Edifício da Junta de Freguesia da Ponte de Vagos.

11h30: Edifício da Junta de Freguesia de Fonte de Angeão.

25 de fevereiro de 2017

09h30: Edifício da Junta de Freguesia de Calvão.

11h30: Edifício da Junta de Freguesia de Santo André de Vagos.

O Município de Vagos criou a BTV, em parceria com a Direção-Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR), através do projeto Bolsa Nacional de Terra.

Através desta parceria, o proprietário que adira à Bolsa de Terras de Vagos está simultaneamente a aderir à Bolsa Nacional de Terras (BNT) de acordo com a legislação aplicável em vigor e ficando sujeito aos termos e regras de funcionamento em vigor as quais constam do respetivo Contrato de Disponibilização.

Poderão aderir à BTV todos os proprietários e promotores/produtores que pretendam arrendar, vender, permutar ou ceder prédios rústicos ou mistos com aptidão agrícola e agroflorestal, localizados no concelho de Vagos.

O pedido de adesão é realizado através de requerimento disponibilizado em suporte de papel no “Serviço de Atendimento ao Cidadão” da Câmara Municipal de Vagos e no Serviço de Apoio ao Agricultor, no Polo IERA e Vagos, e na Junta de Freguesia da área de residência, ou em suporte digital em www.cm-vagos.pt.

Numa perspetiva de otimizar o projeto, principalmente junto da população arrendatária e com potencial interesse em arrendar e promover a Bolsa de Terras de Vagos (BTV), este projeto conta, numa fase inicial, com várias parceiros de entre diversas entidades do Concelho que funcionam em proximidade com as comunidades locais, nomeadamente, Juntas de Freguesia o Concelho de Vagos, Núcleo Empresarial de Vagos (NEVA), Colégio Diocesano da Nª Sra Apresentação de Calvão, EPADRV e Santa Casa da Misericórdia de Vagos.

 




BOLSA DE TERRAS DE VAGOS